• carlasilvaasp

Conduzir de chinelos dá multa?

Nos meses de verão, época de férias na praia, conduzir de chinelos é uma prática comum. Mas dentro ou fora da lei?

A legislação não é explícita. E a dúvida deu lugar ao mito. Em rigor, não existem quaisquer restrições ou imposições legais ao calçado que os condutores devem utilizar, aquando da prática de condução.

O Código da Estrada não prevê coimas para quem conduz de chinelos. Mas outros comportamentos aparentemente inocentes podem implicar um rombo de € 30 a € 600 na carteira.

O Código da Estrada não determina que tipo de roupa ou calçado pode usar enquanto conduz. O que existe é uma prescrição genérica segundo a qual os condutores devem "abster-se da prática de atos suscetíveis de prejudicar o exercício da condução com segurança".

Essa prescrição apela ao bom senso: deve evitar situações que coloquem em causa a capacidade de conduzir sem representar perigo para si e para os outros. 

Se a polícia entender que um comportamento implica riscos durante a condução, pode multar o condutor.


Pode conduzir? Sim! Deve conduzir? Não…

Assunto arrumado; conduzir com chinelos de praia não dá direito a multa! Por outro lado, há que ter em conta que este calçado leve é dos que tem maior predisposição para ser prejudicial à condução. Conduzir bem não dispensa o correto controlo dos pedais, com rapidez e destreza. Para tal, é indispensável ter tato nos principais comandos do automóvel, sentir os pedais é fundamental. Um chinelo com areia pode facilmente escorregar da superfície de apoio quando efetuamos, por exemplo, uma travagem de emergência. Danificado ou mal calçado pode atrapalhar uma manobra.


Evite coimas de € 30 a € 600

Fumar um cigarro, retocar o batom ou o rímel enquanto está no "para-arranca" parecem atividades inofensivas. Mas podem prejudicar a condução em segurança e, por isso, podem ser punidos com coima 60 e os 300 euros. A lei é mais específica no uso do telemóvel durante a condução. Mexer no aparelho é expressamente proibido, o que inclui escrever mensagens de texto. É possível falar ao telemóvel, mas apenas se usar um auricular num dos ouvidos ou um sistema de alta voz. A coima para quem desrespeitar estas regras é mais alta: varia entre 120 e 600 euros.

54 visualizações

Venha-nos visitar!

TRABALHAMOS TODOS OS DIAS PARA TORNAR A SUA VIDA MAIS FÁCIL!

Av. Infante D. Henrique, Nº6

3730-241 Vale de Cambra

N 40º 50` 57``   W 8º 23` 45.4``

Tel: +351 256 460 350

  • Grey Facebook Icon
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Instagram Ícone

Arlindo Soares de Pinho, Lda. todos os direitos reservados