• carlasilvaasp

Ver e ser visto...tipos de lâmpadas para automóveis.

Evolução das lâmpadas para automóveis

Quando o automóvel foi inventado a iluminação utilizada neste meio de transporte era a mesma das habitações na época. Basicamente eram velas de parafina, protegidas por caixas de vidro.

Rapidamente evoluiu para modelos mais adequados ao uso no exterior e ao aumento da velocidade que os carros começavam a conseguir atingir. Surgiram as versões elétricas com a utilização de resistências incandescentes.

As luzes traseiras, incluindo as luzes de travão, só foram introduzidas por volta de 1915. Os sinais de pisca com o mecanismo que desligam automaticamente foram desenvolvidos em 1940. Por volta de 1945, os faróis e os indicadores de mudança de direção foram integrados na carroçaria do automóvel.

As lampadas de halogéneo foram desenvolvidas na Europa em 1960. Os faróis HID (High Intensity Discharge), mais conhecidas como xénon, foram produzidos a partir de 1991. Dois anos depois, as primeiras lâmpadas traseiras LED foram instaladas em automóveis de produção em massa. Faróis LED foram introduzidos na primeira década do século XXI.

Ver e ser visto

As lâmpadas para automóveis e os conjuntos óticos associados, têm a função de iluminar o caminho. Mas também a de tornar o veículo visível aos demais utilizadores das estradas. É uma função padronizada pela lei.

Em alguns países, a sua utilização é obrigatória, inclusive durante o dia. Isso torna os veículos mais facilmente visíveis por outros condutores e assim evitar acidentes. Há regras diferentes para cada país.

Existem diferentes tipos de iluminação, desde lâmpadas de halogéneo, Xénon, Led e até Laser!


Fique a conhecer um pouco mais sobre cada uma destas tecnologias

Lâmpadas de halogéneo Estas lâmpadas incandescentes são constituídas por material leve e resistente que redireciona a luz através de refletores. São uma solução barata e de fácil manutenção, sendo que têm uma estimativa de vida útil até 1000 horas.

Xénon A iluminação xénon produz um brilho mais claro e intenso, em relação às lâmpadas de halogéneo. Têm o dobro de estimativa de vida útil (até 2000h). São mais eficientes a nível energético e têm um custo mais elevado.

LED São o tipo de iluminação mais comum nos dias de hoje, nos veículos novos. Têm uma elevada eficiência energética e dimensões reduzidas sendo que é possível alterar a cor ou o design. Como contrapartida o seu custo é elevado.

Laser Como principal vantagem, esta tecnologia consegue obter uma intensidade e alcance de iluminação muito superior às lâmpadas tradicionais. No entanto, o preço é a principal desvantagem, podendo ultrapassar os 9.000 euros.

Antes de passar a inspeção periódica, faça a focagem dos faróis da sua viatura.


Porque é que as luzes tem diferentes cores

A coloração do feixe luminoso produzido pela lâmpada de Xénon é branco azulado diferentemente do feixe amarelado dos faróis convencionais. A cor varia em função da chamada temperatura da luz, passando de 4000K na cor branca a até 8000K na cor azul.

De acordo com diversos regulamentos internacionais, quando se utilizam faróis cuja intensidade luminosa exceda os 2000 lúmen, é obrigatória a montagem de um sistema de lavagem de faróis. Assim como um dispositivo de regulação automática da altura dos mesmos.

Outras lâmpadas e outras funções

Na frente dos automóveis existem agora outras lâmpadas. São as luzes de circulação diurnas, uma iluminação independente dos faróis, acionada automaticamente com a ignição do veículo.

A sua função é tornar o veículo visível aos demais condutores e peões, reduzindo o número de acidentes no trânsito. Habitualmente são usadas lâmpadas LED. Em alguns países, é obrigatória a utilização destas luzes. Sendo ainda exigida a presença das luzes de circulação diurna nos veículos novos.

Já os faróis traseiros têm diversas funções. A mais simples é a de luz de presença, e acende-se automaticamente com os faróis dianteiros.

Na traseira do veículo, normalmente estão também as luzes de mudança de direção e a de marcha atrás. Por último mas de forma nenhuma menos importante, as luzes de travão. Existem ainda os refletores.

De vital importância, as luzes de travão têm como função alertar aos demais condutores que o veículo à sua frente está a travar, ou a reduzir a sua velocidade. São de cor vermelha e têm numa intensidade mais forte que as luzes de presença.

Fontes: Arlindo Soares de Pinho, Circula Seguro, Renault


29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo