• carlasilvaasp

CAIXAS MANUAIS E AUTOMÁTICAS: QUAL É A MAIS INDICADA?

ENTRE VANTAGENS E DESVANTAGENS, DESCUBRA A MELHOR OPÇÃO PARA SI


O debate sobre as caixas de velocidades automáticas e manuais continua a gerar pouco consenso no mundo automóvel. As mudanças manuais são uma realidade à qual grande parte dos condutores está habituada. No entanto, uma transmissão diferente e a alteração dos rituais da condução criam sempre estranheza e desconforto. A procura por carros com caixas automáticas tem vindo a crescer de formas e ritmos diferentes. Em Portugal, a mudança segue a um passo mais lento. Já no outro lado do oceano, mais especificamente nos Estados Unidos, o cenário é outro: a caixa manual não está presente na mentalidade dos americanos, que continuam a ser fiéis à caixa automática com a tradicional alavanca de velocidades junto ao volante.

É verdade que a tecnologia trouxe evidentes melhorias na configuração das caixas automáticas. Noutros tempos, a animosidade perante estes modelos recaía na ideia de que eram imprevisíveis na troca de velocidades e que acabariam por exigir demasiadas rotações do motor. Mas tal ideia tem sido desmentida. Hoje, por exemplo, todos os modelos elétricos e híbridos incluem uma caixa automática, devido à gestão eletrónica da carga das baterias.


Estas escolhas são conduzidas pelas preferências de cada um, tendo em conta os estilos do próprio condutor: pode preferir uma condução mais envolvente, que proporcione uma experiência genuína e controlada do seu automóvel. Mas pode não querer estar dependente da caixa de velocidades e preferir uma experiência mais relaxada.

Conheça as principais diferenças e faça a escolha mais adequada.


Conheça as caixas de velocidades manuais

A condução comandada por uma caixa de velocidades manual é a mais comum e está normalmente associada ao primeiro contacto com um carro: três pedais, cujo manuseamento forma um H, com 5 ou 6 velocidades e a marcha atrás. Há aqui uma experiência analógica, uma vez que é o ser humano a controlar a velocidade, permitindo ao mesmo tempo uma exploração da potência do motor. Uma vantagem, mas também uma desvantagem, especialmente com os cada vez mais apertados limites de velocidade. Entre as mais conhecidas, conheça as principais vantagens e desvantagens.


Vantagens:

  1. A apresentação Um formato familiar, de fácil compreensão e praticamente universal. A caixa manual é ideal para quem aprecia a arquitetura de um carro e gosta de o sentir.

  2. O prazer Há uma aposta mais genuína na união com o condutor. As caixas manuais permitem uma condução desportiva, facilitando, por exemplo, o momento das ultrapassagens.

  3. O preço Um modelo equipado com uma caixa manual é normalmente mais económico, por isso esta é a melhor opção, caso pretenda poupar na compra de um carro.

  4. A manutenção Uma vez que há mais carros com caixas manuais nas estradas portuguesas, a manutenção destes modelos tem uma oferta mais ampla e as peças são mais abundantes.

Desvantagens:

  1. O esforço Quem defende uma condução mais envolvente e autêntica com as caixas manuais vai contar sempre com mais cansaço e exigência — especialmente no trânsito onde é necessário manter o pé na embraiagem e mudar constantemente as velocidades.

  2. A destreza A condução requer total atenção do condutor; logo, quando retira uma mão do volante para efetuar uma mudança, já está a pôr em causa a sua segurança.

  3. A embraiagem Caso escolha uma caixa automática, o aspeto diferenciador reside na inexistência da embraiagem como terceiro pedal. A verdade é que o seu uso intensivo, e em alguns casos incorreto, pode exigir uma substituição no futuro.

Conheça as caixas de velocidades automáticas

A popularidade crescente das caixas automáticas não se restringe somente aos modelos atuais, mas também a veículos de segmentos superiores. Estas caixas eram inicialmente lentas no processo de transição de mudanças e tinham apenas 4 velocidades. Hoje, os mesmos mecanismos estão diferentes: mais equipados, rápidos e potentes, conseguindo chegar até às 10 velocidades. Há ainda, por parte dos fabricantes, uma aposta económica e equilibrada no preço e no consumo de combustível. Conheça as suas vantagens e desvantagens.


Vantagens:

  1. A condução Um veículo com caixa automática permite uma viagem mais relaxada, sobretudo no trânsito e no "pára-arranca".

  2. A experiência As mudanças automáticas são as mais adequadas para condutores com menos experiência devido à sua funcionalidade intuitiva: não só evita que o carro "vá abaixo" menos vezes, como evita a utilização da embraiagem e das mudanças.

  3. A técnica As mudanças efetuam-se de forma muito mais suave.

  4. A segurança São apostas mais seguras, uma vez que o condutor não precisa de tirar as mãos do volante para efetuar as mudanças.

Desvantagens:

  1. O custo O valor a pagar é um aspeto crucial. Um carro composto por uma caixa automática terá, dependendo do modelo e da marca, um preço superior em comparação a outro exemplar de caixa manual.

  2. A reparação É verdade que a reparação não é tão frequente como num modelo com caixa manual; no entanto, quando ocorre terá de ter em conta custos mais elevados e um serviço mais complexo.

  3. A viagem O controlo da condução deixa de estar sob o comando do condutor: este fator é determinante para não optar por uma transmissão automática: muitas são as situações em que a condução se torna monótona e menos agradável.


Que sistema escolher?

Apesar de todas as razões enumeradas, não há propriamente uma abordagem objetiva e universal. A decisão final recai nas preferências e no tipo de condução. Se conduzir lhe proporciona prazer e não pretende investir muito dinheiro, escolha a manual. Se preferir uma condução mais tranquila, sem ter de se preocupar com as mudanças, a transmissão automática poderá ser a mais adequada para si.


Esperamos ter ajudá-lo na sua decisão. Mas os nossos profissionais estão sempre aqui para dar a sua opinião sincera sobre esta decisão.


Fontes: ACP e Arlindo Soares de Pinho




12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo