• carlasilvaasp

TIVE UM FURO NO PNEU! E AGORA?

Não há nada mais desagradável para um condutor do que aperceber-se de que um pneu está furado imediatamente antes de pegar no volante. Ou ouvir o ruído sinistro de um pneu em fim de vida na estrada a grande velocidade na autoestrada. Doravante, os pneus não se rompem como balões e as tecnologias modernas, tais como o pneu runflat ou o tubeless, permitem evitar incómodos. Mesmo os pneus standard, de custo reduzido, são de uma solidez comprovada.


EXISTEM DIFERENTES TIPOS DE FURO.

Corpo estranho: a intrusão de corpos estranhos na banda de rodagem implica uma perda de pressão mais ou menos rápida. Geralmente são os pregos, os parafusos, os estilhaços de vidro ou as pedras pontiagudas os responsáveis pelos furos.

Pressão errada: contrariamente às crenças populares, a pressão em excesso não é a mais perigosa, mas sim a pressão insuficiente. Com efeito, circular com pressão insuficiente pode danificar a estrutura do pneu e aumentar a resistência à rodagem. O risco de furo é, assim, muito importante e dificilmente detetável.


O COMPORTAMENTO A ADOTAR DURANTE UM FURO.

Frequentemente, o reflexo é parar assim que sentimos as primeiras vibrações ou problemas de direção. Mas aquando de uma perda brutal de pressão, até mesmo de uma explosão, o melhor reflexo consiste em acelerar ligeiramente a fim de recuperar a aderência à estrada suficiente para uma paragem controlada.

Saiba que continuar a conduzir com um pneu furado diminui drasticamente a possibilidade de reparação na oficina.


A UTILIZAÇÃO DA BOMBA ANTI-FURO OU DE UMA RODA SOBRESSELENTE.

A BOMBA ANTI-FURO

É possível reparar temporariamente um pneu tubeless (sem câmara-de-ar) com uma bomba anti-furo se os danos não forem muito importantes. A bomba anti-furo contém uma espuma que permite colmatar os danos.

É preciso localizar o furo para extrair o corpo estranho e injetar o conteúdo da bomba na válvula de inflação. Ao retomar o volante, é aconselhável circular a uma velocidade muito moderada.

A RODA SOBRESSELENTE.

Se as tentativas de reparação temporária não funcionarem, convém utilizar o pneu sobresselente. Pondere verificar a pressão do seu pneu sobresselente regularmente.

Para mudar o seu pneu, comece a acionar o travão de mão e engate uma mudança para imobilizar o veículo durante a operação.

Desaperte os parafusos das suas jantes, levante o carro com o macaco e termine de soltar os parafusos para retirar a roda. De seguida, coloque a roda sobresselente e volte a apertar os parafusos. Com o carro já no chão, volte a apertar mais uma vez os parafusos.

A roda sobresselente não é um pneu como os outros e não permite circular a mais de 80 km/h! Em caso algum, deve substituir o pneu furado a longo prazo.


COMO GARANTIR QUE UM PNEU FOI BEM REPARADO?

A menos que esteja equipado com um kit de reparação tubeless e saiba usá-lo, é primordial recorrer ao mecânico.

Eis como o pneu deve ser reparado:

  • Os danos devem ficar sob controlo.

  • A estanquidade da membrana interior deve ficar restabelecida.

  • A passagem furada pelo objeto estranho deve ficar tapada.

Para controlar os danos, é imperativo desmontar o pneu da jante e inspecionar bem tanto o exterior como o interior do pneu. Por vezes, um pneu que parece reparado pelo exterior revela-se inutilizável.

Uma simples porca não basta para garantir a reparação do pneu pois nada garante que o ar não continua a escapar. Por fim, bloquear a passagem do ar graças a uma substância adesiva já não basta pois a humidade pode-se infiltrar e acelerar a ferrugem nos componentes metálicos.

Para ser reparado corretamente, a membrana interior deve estar limpa, sem impurezas, tapada e untada com uma loção especial pois o composto de borracha que garante a estanquidade do ar exige um cuidado específico para ter desempenhos ideais.


PODE-SE MUDAR APENAS O PNEU FURADO?

No mesmo eixo, é obrigado a ter o mesmo nível de desgate (5 milímetros de diferença entre a profundidade das ranhuras principais) e o mesmo pneu (mesmo perfil da mesma dimensão). A maior parte das vezes, será obrigado a mudar 2 pneus.

Relativamente aos carros com tração às 4 rodas, é preferível mudar os 4 pneus pois a substituição do pneu furado pode provocar disfunções nos sistemas de antipatinagem ou de controlo de estabilidade. Em certos casos, isso poderá provocar danos importantes no veículo. Só pode substituir o pneu furado se os outros 3 pneus forem novos ou semi-novos.


15 visualizações

Venha-nos visitar!

TRABALHAMOS TODOS OS DIAS PARA TORNAR A SUA VIDA MAIS FÁCIL!

Av. Infante D. Henrique, Nº6

3730-241 Vale de Cambra

N 40º 50` 57``   W 8º 23` 45.4``

Tel: +351 256 460 350

  • Grey Facebook Icon
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Instagram Ícone

Arlindo Soares de Pinho, Lda. todos os direitos reservados